AUOMÁTICO HEAD

Ilha do Bananal (TO)

Foto de pescadores em barco
Com área de cerca de 25 mil km², a Ilha do Bananal é considerada a maior ilha fluvial do mundo, localizada no Tocantins entre dois grandes rios, que são o Javaés e o Araguaia, nas divisas com Goiás e mato Grosso, na planície do Cantão, e integra os municípios tocantinense de Pium, Caseara, Formoso do Araguaia, Lagoa da Confusão e Marianópolis.

A ilha é uma parte parque nacional e outra parque indígena, uma das mais importantes áreas de conservação do Brasil, classificada pela organização das Nações Unidas para e Educação (Unesco) como reserva da biosfera e é onde estão localizadas as aldeias indígenas das etnias Javaés e Karajá, sendo que estes produzem entre outros tipos de artesanato, as bonecas Rtxòkò, certificadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) como patrimônio cultural do Brasil.

A fauna e a flora intocadas lembram o pantanal mato-grossense, e na maior parte do ano, grande parte da ilha fica inundada. Para se entrar na ilha é necessário autorização dos órgãos federais Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio), que mantém um escritório em Pium, ou da Fundação Nacional do Índio (Funai), cuja sede está localizada em Palmas.

Maior ilha fluvial do mundo, fica em grande parte do ano submersa, ressurgindo exuberante a cada período de seca e trazendo, praticamente intocada, uma riquíssima biodiversidade – resultado do encontro entre a Floresta Amazônica e o Cerrado.

Um dos grandes atrativos para turistas de todo Brasil é a emoção da pesca esportiva, podendo-se fisgar grandes exemplares de pirararas, pirarucus, surubins, caranhas, entre outros.

Fonte: Governo de Tocantins

Um dos grandes atrativos para turistas de todo Brasil é a emoção da pesca esportiva, podendo-se fisgar grandes exemplares de piraras, pirarucus, surubins e caranhas, entre outros.

..